segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Quando eu me esquecer de mim

Alô, gente linda!
Nesta minha existência várias sombras cruzam o meu caminho. Mas as sombras a que hoje me refiro não são as que embelezam os olhos, são aquelas que acompanham os nossos pensamentos mais íntimos. Pensamos nelas e colocamos a questão "será que um dia me vai acontecer?".Por vezes a nossa herança genética também se encarrega de nos espicaçar de vez em quando: e se?...
A nossa vida deve ser experienciada como uma oportunidade de sermos e fazermos felicidade. Felizmente, para a maioria de nós, conseguimos passar por ela como seres conscientes , independentes e livres. 
Por isso... quando eu me esquecer de mim lembra-me que gostava de me rir e conta-me as coisas que fizémos. De certeza que me vais arrancar um sorriso.
Quando eu me esquecer de mim e já não souber usar as minhas mãos com os aparelhos do costume, volta a ensinar-me com paciência. Farei progressos que, certamente, perderei novamente em pouco tempo.
Quano o meu olhar ficar perdido e vazio no horizonte conversa comigo, fala-me das coisas fantásticas e dos disparates em que estivemos, das nossas festas,  aquilo que eu disse, as reações que tive, lembra-me como eu adorava maquilhar-me e era apaixonada por sombras e pincéis.

Quando eu me esquecer de mim lembra-me quem éramos e o quanto eu gostava de ti!
Quando eu me esquecer não desistas também de mim...


esta imagem foi retirada da net


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por fazeres parte do meu projeto pessoal.
O teu comentário é muito importante para me ajudares!